[Introdução: G8]
(...) - Na Planet, o amigo vai, pô, vai embora, qual vai ser da parada?
- Não, vou embora
- Então, pô, coé, vai embora Sant?
Não? Vou embora!
- Então vou contigo, né, parceiro!? Tu vai embora, eu vou contigo
Ai o amigo, pô, entramos na Kombi aqui pra Pilares, aí o amigo tava de canto, né, triste...
- Porra, qual foi Sant? Tá triste?
- Pô, vou parar, vou parar de fazer rap, tá ligado? Quero parar de fazer rap...
- Porra! Vai parar por que mano? Tu é um cara bom, tuas rimas são boa
- Pô, to com uns problema... Tô com problema em casa

[Refrão]
Fecha a boca e cala os olhos p'ra ouvir teu coração
Essa é a luz que invade celas
Brechas serão vossos caminhos, pois tudo que é fácil é vão
E nossos sóis nem cabem nelas

[Ponte: Sant]
Coragem, mano, coragem
Coragem, mano, coragem
Coragem, irmão, coragem

[Verso 1]
Quantas vezes antes de conseguir pensou em desistir?
Com a desculpa de que existir só sobreviver?
Que tudo aqui é complicado sem ter completado
Sei que o karma é um presídio, o fato: o culpado é você
Ser humano fede a medo e vê de outro ângulo o enredo
É difícil igual transcender
Vou trazer meu continente pr'África novamente com os meus dedo
Cedo talve não, mas nunca é tarde pra se entender
Deixa o ego de molho, porque tu não é cego
Mar te fixaram antolho, teu plano fizeram lego
Te cobriram de entulho p'ra tu esquecer do Sol
Meta é ganhar o oceano, não se apaixonar em anzol
Odeio meu país, amo minha terra
Não confunda minha vontade de paz com ausência de guerra
Razão sem emoção? Não, coração que age
Enlouqueço a vida são, não esqueço a visão da lage

[Refrão]
Fecha a boca e cala os olhos pra ouvir teu coração
Essa é a luz que invade celas
Brechas serão vossos caminhos, pois tudo que é fácil é vão
E nossos sóis nem cabem nelas

[Ponte: Stau, Cacala]
Coragem
Coragem
Coragem irmão

[Verso 2]
O que te prende? Pensa que é a gravidade?
O mundo nega as tua vontade, mal do homem é vaidade
Asas e raiz cortada, sobre tronco sem leme
Medo guia crente sem fé e enriquece PM
O que tu teme? O olhar do teus amigo?
Tua mulher te trair? O "não sei se eu consigo"?
Ou esse bosque de incerteza servindo de abrigo?
Falar dos outro é mole primo, essas rima falam comigo
O que alimenta a insegurança é essa projeção de erro
Sustenta a máquina de ansiedade, sangue e ferro
Remédio, suor e berro, mágoa em aterro
Água pr'a passar o café enquanto aguarda o teu enterro
Acreditar é preciso, tanto quanto navegar
Sem juízo não dá, viver é a busca por motivo
Ser feliz pra ter motivação e coração pr'agir enquanto tá vivo

[Refrão]
Fecha a boca e cala os olhos pra ouvir teu coração
Essa é a luz que invade celas
Brechas serão vossos caminhos, pois tudo que é fácil é vão
E nossos sóis nem cabem nelas
Coragem
Coragem
Coragem irmão

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct