Rap dos novos bandidos
Tô cansado
Tá cansado, é?
LP!
SANT!
De novo, de novo e de novo, primo

Oh, às vezes eu falo com a vida
Complicada quando tá naqueles dias (bagulho doido)
E ainda assim se mantém linda (é)
É um dom das divas, sempre sair por cima
O melhor pra você tem quem pensa que sabe
Pesada não é a cruz (não) e sim tudo que cabe, né?
Algo sobre o sistema falho
Cristão racista que me diz o quanto valho
Felicidade é uma volta no bairro, sem polícia
Deixando meus amigos sem notícias
E sobre a luz que invade celas
Hoje tenho minha garota e compro coisas pra ela
O tempo me fez ser esperançoso
Mas se o nosso fim é o certo, é um círculo vicioso
Pão e circo até redescobrirmos tudo
E apagará a cultura quando voltarmos ao jogo

Um bom dia pra mim e pra você também
Um bom dia pra mim e pra você também
Até quando vai ser assim? Tá enganando quem?
Um bom dia pra mim e pra você também
Um bom dia pra mim e pra você também
Um bom dia pra mim e pra você também
Até quando vai ser assim? Tá enganando quem?
Um bom dia pra mim e pra você

Madame escondeu a bolsa
Passei no vestibular, estatísticas vão pirar, ah!
Uma das engrenagens que faz a tortura piorar
É, só sair de casa já é deteriorar
Tava cego, enxerguei, sociedade hipócrita
Lúcido é quem contraria
Meu povo canta e dança e se fantasia
Nessas linhas tortas o que encontraria?
Além do mais, asfaltaram quintais
Domesticaram animais
Não tem verde nas notas
E pra se sentir igual, irmão vira rival
Nada de especial, vermelho sangue na bota, então

[Refrão: Sant, Sant & Tiago Mac]
Um bom dia pra mim e pra você também
Um bom dia pra mim e pra você também
Até quando vai ser assim? Tô enganando quem?
Um bom dia pra mim e pra você também
Um bom dia pra mim e pra você também
Um bom dia pra mim e pra você também
Um bom dia pra mim e pra você também
Um bom dia pra gente

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct