views 10

Moleque de Rua

Silvia Vasconcelos


Sou moleque de rua
Não tenho carinho
Não tenho afeto

Eu não sou marginal
São voces que me ensinam a fazer o que é certo
Roubar prá comer
Esse nunca foi meu lema
Pois sempre sonhei
Em ser artista de cinema

Ser super star
Brilhar na tela
Ser super star
E construir o meu lar

Cheiro cola o dia inteiro
Pois não tenho que fazer
A não ser roubar prá sobreviver
Do primeiro que aparecer

Como pode um cidadão
Viver sem uma familia e sem pão
Como pode um cidadão
Isso não é vida não

Eu durmo no hotel relento
Sem nenhuma proteção
A não ser jornal ou papelão
Nas calçadas do centrão

Como pode um cidadão
Viver sem uma familia e sem pão
Como pode um cidadão
Isso não é vida não

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct