Acho bem confuso ver que acreditam
Em um playboy maldito, gestor liberal
Passam o Natal, páscoa e carnaval
Longe da família e sem hora extra

Não temos um terço do que eles tem
Não vale viver a ilusão
Sistemas reservam fortunas a quem?
Não vale viver pro patrão

Vamos achando que amadurecemos
Adultos rendidos à mesma conversa
A mesma promessa de organizações
Bilionárias, carniceiras

Eu não quero me transformar
Em um doente, entupido de tarja preta
Rebaixado e sem futuro
Todo fodido

Rebaixado e humilhado
Sem futuro, de frente para um muro
Até o fim da vida preso nessa merda
Mais um refém

Rebaixado e humilhado
Sem futuro, de frente para um muro
Até o fim da vida preso nessa merda
Mais um refém

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct