Inicia sesión para activar tu suscripción y eliminar los anuncios

Iniciar sesión
visualizaciones de letras 21.102

Barranco de lado a lado metro e meio só de estrada
Quem saiu de lá com vida de um estouro de boiada
Briga de foice no escuro pra ele é marmelada
Pra quem já caiu no fogo, uma brasa não é nada

Quem está molhado de chuva, não tem medo de sereno
Quem perde um grande amor desprezo é café pequeno
Água quente é refresco pra quem já bebeu fervendo
Quem foi mordido de cobra não tem medo de veneno

A esteira é conforto pra quem já viveu na estrada
O lençol é cobertor pra quem já dormiu na geada
Quem pegou na picareta zomba do cabo da enxada
Brinca na ponta de faca quem quebrou ponta de espada

Quem bateu sino de Roma não pode bater cincerro
Pra quem já enfrentou leão touro bravo é bezerro
É esse o fim da picada meu pagode não tem erro
Quem cantou na grande guerra não pode chorar no enterro

Agregar a la playlist Tamaño Cifrado Imprimir Corregir
Compuesta por: Lourival dos Santos / Tião Carreiro. ¿Los datos están equivocados? Avísanos.

Comentários

Envie dúvidas, explicações e curiosidades sobre a letra

0 / 500

Faça parte  dessa comunidade 

Tire dúvidas sobre idiomas, interaja com outros fãs de Tião Carreiro e Pardinho e vá além da letra da música.

Conheça o Letras Academy

Enviar para a central de dúvidas?

Dúvidas enviadas podem receber respostas de professores e alunos da plataforma.

Fixe este conteúdo com a aula:

0 / 500


Opções de seleção