O retorno é lei
Não fala pra ninguém que eu tô bem
Eles disseram que era fase, eu zerei
Eles erraram outra vez
Se eu for ofuscar o meu brilho
Só pra brilhar o alheio
Nem honrei esses pés descalços no barro vermelho
Já andei sujo demais e parar na lama
Não quero a fama, só ser residente em verão de Havana
E foda-se
Minha mente é insana
Eu sou tipo a lombra da nine-nine nas dona
Fernando, curtindo Jackson five em Vegas
Enquanto às cegas um beck na nave, emociona
O melhor perfume na pior história
O pior convite pra melhor festa da quebra
Um trago na lancha
Um drinkzin no barraco
Porque o que importa não é o que faço
É como eu faço essa merda
Ideia de favela pros favela New Era
Quando o rap ainda era rap
Eu também tava na guerra
Mas se hoje a nave acelera
Oh
Desculpa galera
Mas o caminho do fracasso nunca foi a miséria
Porque eu vim dela
Avistei um manicômio sóbrio, no breu
Onde os sábios são mais fracassados do que eu
Que sou o símbolo do erro
Competente pelo fardo que me deu

Tô muito bem
Tô muito bem
Tô muito bem

Quis me julgar porque ela tá de pouca roupa
Posso ser alvo, suas chances são remotas
Começa outra, que ontem foi louça
Que eu vou seguindo a melodia que sufoca
Então neguin, acelera daquela era
Vi favela e nutella na mesma guerra chorando de amor
Só uma ideia sincera
Quem venera a miséria
Não merece a mera opinião
Quem eu era, o que sou

E os planos fluindo
Fumaça vai subindo
A meta é dever nada pra ninguém
Só vim pra te lembrar

Tô muito bem!
Tô muito bem!
Tô muito bem!

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct