Mil Decibéis (part. Sobs, Sos, Dapaz & Duzz)

UCLÃ


Essa porra é Peu no beat

É como se não houvesse muro que dividisse nosso terreno
Não houvesse teto então bate sereno
Se é pra comentar em serenidade sabe que eu tô longe é difícil e o coração anda pequeno
Sabe que hoje eu ando em meio às cinzas e não seria pra menos
Tentei por nós, hoje é só por eu mesmo
Meus anéis de ouro desbotaram eram falsos como a gente, a mentira do milênio
Agora vem voltar atrás, e mais, não é capaz de se entregar e eu não quero nem saber
Não quero nem saber
Agora vem voltar atrás, e mais, não é capaz de se entregar e eu não quero nem saber

Lembro de noites incansáveis
Incenso misturado a nós dando perfume a nossa sala
Lembro de pontos intocáveis
Atingindo mil decibéis, incomodar os vizinhos da casa
Lembro de sinais decifráveis
Que só eu consegui enxergar
E quando eu não enxerguei fiquei sem nada
E quando eu não tentei foi pé na estrada
E quando eu percebi foram duas almas machucadas

Mas quando você rebola a bunda em mim
Sinto conseguir tocar sua alma
Sinto 'cê respirar minha calma
Vem me mostra onde chegar
Me perco sempre quando entro em ti
Eu só me encontro ao te ver sorrir
Então me diz o que aconteceu com todo o seu conto de fadas
Se a validade do teu amor eterno tá passada, yeah
Se não sente minha falta no meio da madrugada
Sabe, eu sinto a sua falta ainda toda madrugada
E finjo que não ligo com meus manos
Gastando muito mais do que ganhando
Com minas que não sabem quem nós somos
Elas só conhece o Sos
Mas você conhece o Sos
Nunca deixo pra depois
Na cama acabei com elas
Sempre após a transa fico pensando quem tá com ela
Foda-se as memórias
Eu tô chapando pra esquecer ela

Quero sentir o gosto da vida
Eu não tenho culpa se você não me conhece, não
A nossa estrada é bipartida
Sei que você tenta, mermo assim não me esquece, yeah
Mil e uma noites de fogo e prazer
Isso é questão de sedução
Toda pressão e a força do querer
Isso não tem mais solução
Para!
Sei que tá tentando me esquecer com outro cara
Do outro lado da moeda não tem outro cara
O corte é profundo mas no final sempre sara
Para!
'Cê só bagunçou minha cama
Eu baguncei tua vida
Teu maior erro foi contar pra suas amigas
Tudo que a gente fez de noite é escondidas
Só nós dois
Minha voz ecoa no silêncio da sua casa
Tem certas coisas que não vão apagar
Hoje vive um mundo falso e sem graça
Sua roupa tem meu cheiro
'Cê nunca mais vai lavar, né?

Lembro de noites incansáveis
Incenso misturado a nós dando perfume a nossa sala
Lembro de pontos intocáveis
Atingindo mil decibéis, incomodar os vizinhos da casa
Lembro de sinais decifráveis
Que só eu consegui enxergar
E quando eu não enxerguei fiquei sem nada
E quando eu não tentei foi pé na estrada
E quando eu percebi foram duas almas machucadas

Tendência é sempre
Ter mais problemas
E que o pra sempre
Não vire algemas
Sempre que tu vai embora
É onde eu me sinto preso
Se minha vida leva a culpa
Eu vivo no modo indefeso
O clima fica tenso
Fumo blunt, acendo incenso
Os motivos que eu carrego são maiores do que o preço
Pelo menos você sabe porque eu quero grana
Pelo menos você sabe que essa merda toda é só porque eu quero essa grana
Se ainda pensa que não importa
É onde tu se engana
Eu vivo pra tu viver bem
Mas no malote tinha fama
É o ósseo
Com o tempo eu já aprendi como funciona esse negócio
E é óbvio
Sei que eu não faço tudo certo
Mas faço tudo que eu posso
É o ósseo
Com o tempo eu já aprendi como funciona esse negócio
E é óbvio
Sei que eu não faço tudo certo
Mas faço tudo que eu posso

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct