views 1

Em Mundos Vazios

Uniclãs


Em mundos vazios, não tem mais para onde ir
Meu corpo já é frio, e ainda há marcas do passado
Em labirintos de segredos, também já tive medo do próprio medo
De que não possam findar as sementes, que poucos com amor semearam

Talvez tenha se enganado, e me levado ao um lugar errado
Talvez estejas mais que certo, mas não me deixe então, passar aqui em vão
Na vida minha amiga, também há partidas sem despedidas
Com tantas crenças divididas, acredito em mim mesmo

Tenha corpos de lamentos, vidas em andamentos dos pensamentos
Como o eco do meu som, é o meu único suspiro
É pulsar de corações, e mundos perdidos
Talvez tenha se enganado e me levado ao lugar errado

Talvez estejas mais que certos, mas não me deixe então passar aqui em vão
Talvez sacrifícios do passado, presente errado ao meu lado
Talvez purificações mais que certas, mas não me deixem então viver de ilusão
E eu não me deixo então, viver de ilusão

Vem cá, vem caminhar alma
Vem cá, vem caminhar alma

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct