A vida vai torta
Já mais se endireita
O azar persegue
E esconde-se à espreita

Nunca dei um passo
Que fosse o correcto
Eu nunca fiz nada
Que batesse certo

E enquanto esperava
No fundo da rua
Pensava em ti
E em que sorte era a tua
Quero-te tanto, quero-te tanto

O modo que a vida
É um circo de feras
E os entretantos
São as minhas esperas
Nunca dei um passo
Que fosse o correcto
Eu nunca fiz nada
Que batesse certo

E enquanto esperava
No fundo da rua
Pensava em ti
E em que sorte era a tua
Quero-te tanto, quero-te tanto

Enquanto esperava
No fundo da rua
Pensava em ti
E em que sorte era a tua
Quero-te tanto, quero-te tanto

Quero-te tanto

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct