Ogum (part. Jorge Ben Jor)

Zeca Pagodinho


Eu sou descendente Zulu
Sou um soldado de Ogum
Um devoto dessa imensa legião de Jorge

Eu sincretizado na fé
Sou carregado de axé
E protegido por um cavaleiro nobre

Sim, vou na igreja festejar meu protetor
E agradecer por eu ser mais um vencedor
Nas lutas, nas batalhas

Sim, vou no terreiro pra bater o meu tambor
Bato cabeça e firmo ponto sim senhor
Eu canto pra Ogum, Ogum!

Ogum
Um guerreiro valente
Que cuida da gente que sofre demais

Ogum
Ele vem de Aruanda
Ele vence demanda de gente que faz

Ogum
Cavaleiro do céu
Escudeiro fiel mensageiro da paz

Ogum
Ele nunca balança
Ele pega na lança, ele mata o dragão

Ogum
É quem dá confiança
Pra uma criança virar um leão

Ogum
É um mar de esperança
Que traz a bonança pro meu coração

Eu sou descendente Zulu
Sou um soldado de Ogum
Um devoto dessa imensa legião de Jorge

Eu sincretizado na fé
Sou carregado de axé
E protegido por um cavaleiro nobre

Sim, vou na igreja festejar meu protetor
E agradecer por eu ser mais um vencedor
Nas lutas, nas batalhas

Sim, vou no terreiro pra bater o meu tambor
Bato cabeça e firmo ponto sim senhor
Eu canto pra Ogum, Ogum!

Ogum
Um guerreiro valente
Que cuida da gente que sofre demais

Ogum
Ele vem de Aruanda
Ele vence demanda de gente que faz

Ogum
Cavaleiro do céu
Escudeiro fiel mensageiro da paz

Ogum
Ele nunca balança
Ele pega na lança, ele mata o dragão

Ogum
É quem dá confiança
Pra uma criança virar um leão

Ogum
É um mar de esperança
Que traz a bonança pro meu coração

Deus adiante, paz e guia
Encomendo-me a Deus e a virgem Maria, minha mãe
Os doze apóstolos, meus irmãos
Andarei neste dia e nesta noite
Com meu corpo cercado, vigiado e protegido
Pelas armas de São Jorge

São Jorge sentou praça na cavalaria
Eu estou feliz porque eu também sou da sua companhia
Eu estou vestido com as roupas e as armas de Jorge
Para que meus inimigos tenham pés e não me alcancem
Tenham mãos e não me peguem, não me toquem
Tenham olhos e não me enxerguem

E nem em pensamento eles possam ter para me fazerem mal
Armas de fogo o meu corpo não alcançará
Facas e lanças se quebrem se o meu corpo tocar
Cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar
Pois eu estou vestido com as roupas e as armas de Jorge
Jorge é da Capadócia

Salve Jorge!

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Claudemir / Marquinhos PQD. Isn't this right? Let us know.
Sent by Paulo. Subtitled by Felype and @Vemkbaad. Revised by 8 people . Did you see an error? Send us your revision.