Mulher, você vai gostar
Tô levando uns amigos para conversar

Eles vão com uma fome que nem me contém
Eles vão com uma sede de anteontem

Saca a cerveja estúpidamente gelada para um batalhão
E vamos botar água no feijão

Mulher, não vá se afobar
Não tem que por a mesa, nem dar lugar

Põe os pratos no chão, e o chão tá posto
E prepare as lingüiças pro tira-gosto

Uca, açucar, a cambuca de gelo e limão
E vamos botar água no feijão

Mulher, você vai fritar (ah vai) um montão de torresmo pra acompanhar
Arroz branco, farofa e a malagueta

A laranja Bahia ou da seleta
Joga o paio, Carne seca, tocinho no caldeirão

E vamos botar água no feijão

Mulher, depois de salgar, presta bem atenção
Passa um bom refogado que é pra engrossar

Aproveita a gordura da frigideira
É melhor temperar a couve mineira

E diz que ta dura, pendura, fatura no nosso irmão
E vamos botar água no feijão

Mulher, você vai fritar um montão de torresmo pra acompanhar
Arroz branco, farofa e a malagueta

A laranja Bahia ou da seleta
Joga o paio, Carne seca, tocinho no caldeirão

E vamos botar água no feijão

Mulher, depois de salgar (não vai salgar muito)
Passa um bom refogado que é pra engrossar

Aproveita a gordura da frigideira
É melhor temperar a couve mineira

E diz que ta dura, pendura, fatura no nosso irmão
E vamos botar água no feijão

Não esquece o alho, bastante alho
Pra dar aquele né
Não bota pimenta do reino não
E não esquece a cerveja bem geladinha que é pra descer bonito
Ô amigo, traz uma aí pra gente xará
Pode deixar que eu trago
Fica tranquilo que eu não vou deixar a banana comer o macaco

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct