O amor que tanto eu quis
Acabou tão de repente
A separação é triste
Fere o coração da gente

Eu canto pra disfarçar
Fingindo que estou contente
É o marvado orgulho
Que faz nós viver ausente

Se ela tem alguém na vida
É só pra ver se me esquece
Quanto mais trocar de dono
Mais a coitada padece

Eu também vivo sofrendo
Procurando um novo amor
Quanto mais mulher eu beijo
Mais pra ela eu dou valor

Meu amigo inseparável
Na hora do desespero
É este meu velho pinho
Estimado companheiro

Se ela for para bem longe
Pra esquecê o meu amor
Meus versos chegam primeiro
No lugar onde ela for

Ela quer vortá e não pode
Eu quero vortá e não posso
Sofre eu e sofre ela
O sofrimento é nosso

Coitadinha não tem curpa
Eu também tenho razão
Nosso amor é misturado
Com orgulho e com paixão

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct