Eu vou botar, ô, nega
O seu nome da boca do sapo boi
E depois vou costurar
Você vai cair sabendo por que foi
Você tentou me arruinar
Mas tenho o meu corpo fechado
Pode até firmar o seu cavalo
Que você até deitou pro santo errado

O feitiço e a mandinga que você botou
Vou devolver do mesmo jeito que você jogou
Eu vou pegar o sapo boi e vou jogar na correnteza
Vou acabar de vez com a sua malvadeza
Pode correr todos os terreiros
Que nada vai adiantar
Meu santo é forte e nada vai me derrubar

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Adalto Magalha / Almir Guineto / Capri. Isn't this right? Let us know.