Tão Perto, Tão Longe

Autêntika


Tão perto, tão longe

Essa é uma história infinita
Daquelas que você sempre vai
Levar para casa e contar pros amigos
E a quem quiser impressionar

A estrada de uma menina sem nome
Mas com um pequeno recado pra dar
Dizia que não se importava comigo
Mas sempre queria voltar pros meus braços
Enquanto seu medo voava pro ar

E agora que já sabe tudo se esconde
Na pele de uma mulher sem igual
Seus olhos atiram pra todos os lados
Ela só quer chegar logo ao final

Te prende em suas unhas, te amarra nos braços
Encanta com graça e te faz delirar
E o cheiro dela fica gravado
Te leva embora por alguns segundos
E o resto da vida te faz acordar

Por alguns instantes se deixa levar
Mas os seus instintos são simples assim
Se cansa de estar só no mesmo lugar
Se veste e acaba o começo no fim

E some no escuro da estrada de terra
Apaga seus rastros com uma ilusão
Promete as estrelas enquanto te engana
Te esquece na curva pra outra aventura
Só deixa a lembrança daquela estação

E hoje só guarda retratos na mente
De homens que fez de brinquedos sem dó
Cortou suas cordas, guardou numa caixa
Que há tempos está sempre cheia de pó

E a história termina assim de repente
E ninguém mais sabe o que aconteceu
Menina deixou você inconsciente
Que pena que você já foi com ela
Não ouve palavras de um amigo seu

(Refrão)
Se você está
Tão perto ou tão longe de mim
Não tenho hora pois o tempo
Não se esqueceu mais de mim
De onde você me escuta
Eu não vejo seus olhos assim
Mas enquanto eu puder estar vivo
Vou continuar assim...

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct