Amor, não há amor
Existem só provas de amor
Mas, no amor, provas não bastam

Tudo mentira
Tudo cinema

Apenas cenas
Quando, em ledo engano-me, acenas
Regressando em algum trem

Ah! Essa história de amor
Porque uns barcos se afastam
E mil sereias cantam sem pudor

Oh! Que trágico destino
Preferi-ser o assassino
Ao amante mais leal
É que bandidos são úteis
E nós, os amantes, fúteis
Vulgaridade do mal

Amar agora e crime
Só a paixão nos redime
Da obsessão do sublime
Do ideal

Tudo romance, tudo poema, apenas cenas
Fazer mal do amor
E a glória?

E o sofrer, da paz? A quem?

Ah! Essa história de dor
Buscar o amor sem vitória
Voltar feliz, sem memória
Ao paraíso terreal

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Belchior / francisco Casaverde. Isn't this right? Let us know.
Sent by MARCLIS. Revised by 4 people . Did you see an error? Send us your revision.