Eu só bebo quando chove
Eu só como quando tem
Eu só danço quando tocam
Mas preciso de alguém
Que conduza o meu balanço
Pronto para se entregar
Ao instante derradeiro
Quando o rio encontra o mar

Na secura dessas terras
Água só no ano que vem
Me recolho em minha loca
Não preciso de ninguém
Pra poder curar meu pranto
E afastar toda essa dor
Lágrima que vem do espinho
Molha a terra e vira flor

Mais de um ano faz
Que eu não sou capaz
De colher sem me plantar
Doce desejo jaz
Nesses temporais
Chover sem me molhar

Saia rodada procurando alguém
Que só te queira bem, ai meu bem
Sai pela estrada procurando amor
De só quem trouxe dor

Sai pela estrada procurando alguém
Que só te queira bem, ai meu bem
Saia rodada, olha quem chegou
Trazendo um novo amor

Do cerrado eu sinto falta
Mas ali nunca pisei
A cidade é meu bioma
E será o seu também
Fujo enquanto ainda é tempo
Da dureza desse chão
Onde brotam olhos tristes
Cor de areia e ilusão

Mais de um ano faz
Que eu não aguento mais
Querer sem me entregar
Doce desejo jaz
Nesses temporais
Chover sem me molhar

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct