Não Abro Mão

Gilberto e Gilmar

Ele quer voar, ela quer sair
Eu sou ciumento eu não deixo ir
Ela quer voar eu não abro mão
Por cima de mim é só avião.

Há muito tempo que venho notando
Seu jeito estranho de me querer
Quando estou em ponto de bala
Me despreza e fala que não quer me ver.

Ela me diz que sou sua sombra
E não se conforma em viver assim
Diz que eu sou cola, mas se eu soltar
O que vou levar, não vai ser bom pra mim.