Breve e fugidio
O amor sempre me foi um desafio
De comportamento arredio
Eu vivi por anos a fio
Esperando a sua chegada

O que te atrasou?
Por que você demorou?
Alguém te segurou?
Sem qualquer juízo de valor
Eu só perdi os sentidos
Um surto, um arrepio
Esmagadoramente suave
Bom demais para ser verdade

Amarrado e atirado ao mar
Quais chances eu tenho de não me afogar?
O amor que agora vem me amedrontar

É algo com que eu nem poderia sonhar
E os céus me dizem não, mas de forma inconvicta
Quase sugerindo que eu não desista
Amarrado e atirado ao mar
Quais chances eu tenho?

Por onde você andou?
Por que você demorou?
Obstinado como eu sou
Uma certeza de mim se apossou
Você é quem eu quero
A salvação que eu espero
Há tanto, tanto, tanto tempo
Quais chances eu tenho?

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct