Esculpido em concreto,
monumento aos vencidos
Hostil como o inferno,
deserto poluído
O lugar onde eu vivo - que milagre eu estar vivo
Que milagre, eu estar vivo

Impaciente, eu espero
o momento propício
a deixa certa para que eu seja ouvido
Tudo fará sentido
se eu ao menos for ouvido
Que milagre, que alívio

A hora enfim chegou
Ruas batizadas
com nomes de assassinos
memória soterrada
cemitérios clandestinos
O lugar onde eu vivo - que milagre eu estar vivo
Que milagre, eu estar vivo

Impaciente, eu espero
o momento propício
a deixa certa para que eu seja ouvido
Tudo fará sentido
se eu ao menos for ouvido
Que milagre, que alívio

A hora enfim chegou
A fonte não secou, não
A hora enfim chegou

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct