Guriatã de coqueiro, fugiu da sua gaiola
Guriatã de coqueiro, bateu asa e foi-se embora
Guriatã de coqueiro, bateu asa e foi-se embora

Eu não sei porque motivo guriatã foi-se embora
Foi-se embora e me deixou e também minha viola
Companheira inseparável que minha mágoa consola

Guriatã de coqueiro, fugiu da sua gaiola
Guriatã de coqueiro, bateu asa e foi-se embora
Guriatã de coqueiro, bateu asa e foi-se embora

De manhã muito cedinho logo que eu me levantava
Ia no pé de coqueiro falar com Guriatã
E pedir pra ele cantar a saudação da manhã

Guriatã de coqueiro, fugiu da sua gaiola
Guriatã de coqueiro, bateu asa e foi-se embora
Guriatã de coqueiro, bateu asa e foi-se embora

Vou fazer uma promessa pro meu santo protetor
Pra fazer ele voltar, esse pássaro cantador
Pra alegria do meu rancho que nunca mais se alegrou

Guriatã de coqueiro, fugiu da sua gaiola
Guriatã de coqueiro, bateu asa e foi-se embora
Guriatã de coqueiro, bateu asa e foi-se embora

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct