Quando você escorrega, te peço nada
Te desejo um cento de ouro
Que o teu cavalo sele
Que no teu caminho vela e navalha

Todo malfazer do mundo
Fazendo corte profundo
Como a unha na serra
A areia clara, terra no olho

Cortando a unha postiça
A isca vai ser testemunha
Atiça, volátil, inteiriça
Pela sua língua, roliça

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct