O arlequim colore o presente de tanta dor
Que não passa
Que não passa
Sabe que é alguém que se preze por fazer sorrir
E ouvir sinceras risadas
Sinceras risadas
Sinceras risadas

Espelho meu
Espelho meu, sim
Espelho meu
Espelho meu, sim

Enquanto tu colorias minha dor
Corri como quem chega antes da pressa
E o coração descompassado
Pra deixar de ser apenas
O seu cantor
O seu cantor
O seu cantor
O seu cantor

Porta voz do peito teu
Que não se abre até eu me calar
Quando o coração bateu
No ritmo certo
Me vi perdendo a cadência
E a gôndola perdeu
O romantismo pra virar alecrim

Só mais um gosto de alegria inesquecível
Inesquecível pra ti

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Leandro Leo. Isn't this right? Let us know.
Sent by Ingrid. Revised by 2 people . Did you see an error? Send us your revision.