Calma que a poesia vem
Ela vem com essa calma que tu tem no peito
Calma se escuta que faz bem
Ela sai da tua alma
Ela é o teu defeito

Tem calma
Tá na língua tá na palma
Pulsa o peito, rasga a alma
Ela vem pra devorar
Te devorar e delirar

Calma
Caminha devagar
Aproveita cada passo antes de tropeçar
A calma também tem o seu valor
Ela escuta o silêncio

Ela tem sabor
A calma que corre veloz na tua veia
É a calma que anseia
Ver o coração acalmar

Calma que a poesia vem
Ela vem sem vaidade num passo diferente
A calma aproveita cada som
Ela faz unir os lábios, ela convence a gente
Tem calma

Ouve o som que te acalma
Vê do que transpassa a alma
E caminha devagar nas ondas do teu próprio mar

Mar de calma
Mar de calma
Mar de calma
Mar de calma
Mar de calma
Mar de calma

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct