Eu não pretendo pra mim
Toda graça do mundo
Minha primeira instrução foi saber dividir
Dividir o meu pão com amigo, e o irmão
Dividir meu sorriso e a minha canção
E assim dividindo, eu somo alegrias ao meu coração

Eu respeito em cada homem a sua verdade
Mas hão de convir que a felicidade
Não tem nada a ver com o fechar das mãos
Está aí a natureza a dividir conosco
A gente usufruir, nem pagar imposto
Pena que muitos não querem saber

Por isso eu chamo a atenção ao bom senso comum
Vamos um por todos e todos por um
Chegar a um acordo com o bom viver

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct