Por te amar eu pintei
Um azul do céu se admirar
Até o mar adocei
E das pedras leite eu fiz brotar
De um vulgar fiz um rei
E do nada o império pra te dar
A cantar eu direi o que eu acho então o que é amar

É uma ponte lá para o longe dos horizontes
Jardim sem espinhos
Pinho que vai bem em qualquer canção
Roupa de vestir qualquer estação

É uma dança, paz de criança
Que só se alcança se houver carinho
É estar alem da simples razão
Basta não mentir pro seu coração

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Luiz Carlos Da Vila / Sombra / Sombrinha. Isn't this right? Let us know.
Sent by Antonio. Revised by 3 people . Did you see an error? Send us your revision.