Entre vales e montanhas
Um pôr do sol colorado
Era outono, fim de tarde
Galopa em meio do gado

O pensamento voa longe
Idéias que sonha realizar
No longo som de um disparo
Ao presente o faz voltar

Como uma brasa queimando a sua pele
O seu corpo caído ao chão
Olha o rancho iluminado
Dando lugar a escuridão

Sente que o destino fugiu das suas mãos
E nada vai poder levar
A família, o lar, a vida terá fim, como será?
Quando o cavalo espírito vier lhe buscar

E nos braços de sua amada
Uma lágrima no olhar
Em seu ventre, a semente
De um novo começar
O arreio, o gado e seus cavalos
Suas armas e seu laço
Tudo vem ao pensamento
No calor deste abraço

As noites frias, nas montanhas
Um quase eterno alvorecer
Combinam com esse momento
Entre o silêncio e o escurecer

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Adriano Bertella / Marcelo Bertagnolli. Isn't this right? Let us know.