Rascunho Da Sociedade

Naruk


Sou apenas parte
De um mundo ao avesso
Me considero pouco
E não eu não me comprometo
Nós nos divertimos
Com fatos banais
Mortes e guerras
Publicadas em noticias de jornais, jornais, jornais
Ciúmes bobagens tristes traições
Assaltos motins cadeias e ladrões

Mas quebre o gelo
Não fique a toa
Viva a vida
A vida é boa
Solte a alma
Ai meu Deus do céu
Tenha tolerância

O mundo é cruel demais pra se viver
Assim distante de você
O mundo é cruel demais pra se viver
Por causa da:

Síndrome da imune deficiência adquirida
Pela perda dos glóbulos da dignidade
Em meio a crises de dupla personalidade
Não se consegue dar um sentido a vida
Do lado mais certo das vindas e idas
O mais errado é essa falsidade
Que permeia toda a nossa sociedade
Todas as doenças em nossos corações investidas

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct