Acordei numa noite de gelo
o meu sonho era um pesadelo
estavas tu quase de partida
para um beco sem saída.

Um jardim sem nenhuma flor
uma fogueira sem calor
algum medo nenhum amor
nos teus olhos que não tinham cor
E quanto mais eu daqui
te chamava, gritava por ti
Tanto mais parecias longe

Vais-te embora
Estas de partida
Num comboio sem volta só ida
e eu correndo para te alcançar
mas sem conseguir la chegar

Atrás de um canto de sereia
construindo castelos de areia
Tu seguias enfeitiçado
sem sequer olhar para o lado
Quem seria a voz que te chamava?
Qual seria a força que usava?
que te leva-va de partida
para um beco sem saída
E eu queria gritar
mas o som não chegava a soar
e sozinha só sentia medo

Vais-te embora
Estas de partida
Num comboio sem volta só ida
e eu correndo para te alcançar
mas sem conseguir la chegar.

E eu queria gritar
mas o som não chegava a soar
e sozinha só sentia medo

Acordei numa noite de gelo
o meu sonho era um pesadelo
No meu coração eu sabia
que para sempre te perdia


Vais-te embora
Estas de partida
Num comboio sem volta só ida
e eu correndo para te alcançar
mas sem conseguir la chegar.
Num comboio sem volta, só ida
Num comboio, comboio sem vida
Um comboio estranho, estrangeiro
afundando-se no nevoeiro.

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct