Sempre se acha que se sente,
Se tente, contente como eu tento
Achar o que , se tento?
Se tenho o teu eu, é meu erro
Só meu, no teu teto se sente...
Ou acha que sente.
Diferente, quente, pressente:
No presente de tua mente.

Porque eu amo
E só assim consigo estruturar
Porque eu te amo
E só consigo me encontrar.

Teto do belo
Martelo na testa do certo...
Arrebentou o quieto
E o padrasto desfeito,
Pára na lua da proa.

E na rua, pessoa vestida de ouro
Em coro rasgou o show,
Ou engasgou no coro do show.
O silencio do menino ficou mudo
Quando a boca que rasgou o véu,
E queimou o céu.

Se esqueceu e apareceu
Sozinha numa blitz
De idiotas com dinheiro
Pra comprar o mundo inteiro...
E levaram uma maleta de couro
Com ouro de tolo,
Até a casa já em brasa
De uma gente que só casa
E selou o pacto

De um jeito tático:
Com bocas furadas
E alianças manchadas
Por sangue comprado.

Tanta vida destruida, amor,
Nas não se preocupe , não...
Você e eu vamos ficar juntos
Até o fim do mundo.

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct