Eu sei que muita gente anunciou
Que o mundo ia acabar em 2012 e muita gente errou
Tempo passou e o que era ruim ficou pior
Cê tá esperando o fim do mundo com os demônio ao redor mano?

Eu não vim aqui causar mais treta
Eu sei, tá foda de viver nesse universo de vendeta
Onde o amor ao próximo se tornou lenda
E é por isso que eu reflito e preciso que me entenda

Aprenda a confiar no criador de tudo
E vê se para de puxar o saco de canalha vagabundo
Que não têm o mínimo de vergonha na cara
Vende a mãe se puder só pra compra mansão na praia

Tô falando pra ti que tá foda
E o que mais me assusta é ver que quase ninguém se incomoda
Com a porra desse mundo de valores trocados
Se for fiel à tua mulher vão te dizer que cê é viado

E por que não então assaltar um banco?
Não é errado, é ser esperto nesse mundo de malandro
Justificando o próprio erro com o erro alheio
Como se fazer o certo é que fosse tão insano

Ah, me desculpa mas tenho que rir
Tuas desculpas não me iludem e nem te deixam dormir
É a velha mania de jogar a culpa pro outro
Batata quente quente quente queima tua mãe de desgosto

Vê se larga mão de ser otário enquanto é tempo
Antes que a vida vire um amontoado de dor e lamento
Que cê não possa mais controlar
Teu pivete vai nascer e o que cê vai falar?

Vai poder mostrar pra ele como é que se faz?
Ou será que ele vai crescer com vergonha do pai
Por ser um falso, mentiroso e manipulador
Tenho orgulho do meu, graças a ele eu sou doutor

Mas isso nunca me mudou em nada
Ter essência e competência é o mínimo a se fazer nessa jornada
Conteúdo é a base de tudo
E é por isso que eu insisto em tentar mudar o mundo

Vou dando a cara a tapa e moldado meu espaço
Enquanto muitos ficam em casa sentado coçando o saco
Reclamando que nada acontece
Cê quer que aconteça o que? Que Deus te de o que não merece?

Esquece! Desencana e cresce
Vai levar muito capote da vida enquanto cê não amadurece
Decepção e traição são coisas que acontecem
Não mude sua essência pra agradar quem não merece

Segue em frente, limpa a mente, sem stress
Eu sei que é foda aquela merda que cê não esquece
Apodrece o pensamento o tempo todo
Comer ricota é foda, mas eu sempre preferi o pão com ovo

E é por isso que eu não me vendo
Sei que o valor da vida tá no simples
Não no grande, e sim no pequeno
Já bati muita cabeça na vida por confiar
Acreditar, me jogar sem pensar
Desperdiçando meu tempo
Promessas vazias já não dominam mais meu peito

Eu entendo e reconheço, o ser humano é falho
Mas manipular é algo baixo pra caralho
Eu amo a arte e vou fazendo a minha parte
Como um morador de Marte, quase empreendedor

Só que o meu empreendimento tá na mente
Vem com o tempo a vitória pra quem sempre acreditou
Nos dias melhores
Nos dias piores eu trabalhei ao invés de ficar vendo stories

Nesse mundo de influencer barato
Que divulga muita merda e se comprova um pela saco
Aceita fazer tudo em troca de dinheiro
Por que não para de foder o mundo e abre um puteiro?

Cês não acrescenta porque são comédia
Achando que a mente do povo é seu esgoto onde pode jogar merda
Ah! Se enxerga, tua casa já caiu
Vê se faz o favor de respeitar o meu Brasil

Já tô cansado desse carro de palhaço
Desordem e regresso tem por todo lado
Por causa desse congresso nacional
Que só serve para tomar espaço

Espaço e dinheiro, né? O meu, o seu, do tadeu, do zé
Só na malandragem e no migué
Enquanto tu trabalha pra eles passar as férias em Cancún
Só comendo mulher

E a maior parte do meu povo
Não tem dinheiro pra comer nem aquele pão com ovo
Cês são escroto, lixo, corrupto, bandido
O que te mantém no poder é a aceitação do masoquismo

E ainda tem alienado
Que pega o berro e solta um berro
Pra chamar ladrão de mito

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct