Abri a porta senti um peso maior
Na hora de sair do que quando cheguei
Partir sem partir um coração
É quase impossível

Diz que ainda é cedo
E diz que tem medo
De eu não voltar
Me faz um café que trago meu coração num pacote de pão

Lembra como era no início
Com um vestido azul
Não era daqui percebi
Tinha um sotaque do sul

Falava das bandas que eu não gostava
E me abraçava com olhar
E assim me ganhou
E assim me ganhou

Eram os momentos ideais da nossa história
O doce começo e o triste final
Pra amargar, posso me lembrar

Quando notou que eu estava te olhando enquanto eu trabalhava
Tu pedia no balcão a sua cara metade, um lar

Mas não se envaideça
E não se vá
Não se envaideça por saber que é seu meu coração

Daí eu disse então
Nós somos tão parecidos
E eu sou quente a ti
E eu estou crente que aqui
É o lugar

E aquela jovem me disse que sim
Melhor pra você e melhor pra mim
A gente ficar
Talvez namorar
Quem sabe casar

Mas não se envaideça e não se vá
Não se envaideça por saber que é seu meu coração
Mas não se envaideça
E não se vá
Não se envaideça por saber
Que é seu meu coração

Belo era o início o vestido branco e o Sacrifício
De deixar tudo pra viver
Com alguém

E a gente se amava todo dia
Teremos dois filhos você dizia
Sera o maior!
Amor do mundo

Mas não se envaideça
E não se vá
Não se envaideça por saber
Que é seu
Meu coração
Mas não se envaideça
E não se vá
Não se envaideça
Por saber que é seu meu coração

Eu sei que daria
O meu coração
Pra bombear
O teu sangue

Eu sei que daria
A minha alma
Só pra te ver viver mais
Mas eu não sei
Como eu sou tão incapaz
De te dar o meu perdão

O meu perdão

Mas não se esqueça de chorar
Não se esqueça que é assim
Que se planta solidão

Mas não se esqueça de voltar
E junte suas malas que estão
Na frente do portão

Só lá se vai
Sol lá si dó
Dormir só que é melhor

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct