Vastas planícies de desespero
Eu sei que te perdeste por lá
Olha o falcão pairando no alto
Tu segue a flecha do seu olhar

Por tudo o que eu fiz
Não consigo voltar atrás
Por tudo o que eu quis
Desesperado sigo em solidão

O fumo branco sobre no ar
Vem da cidade que nunca dorme
Acho que eu já fui como tu
Um puto inquieto e cheio de fome

As pedras soltas escondem o caminho
Nada parece ser o que é
Também eu já me perdi sozinho
Olhos fechados e nenhuma fé
Olhos fechados e nenhuma fé

Por tudo o que eu fiz
Não consigo voltar atrás
Por tudo o que eu quis
Desesperado sigo em solidão

Por tudo o que eu fiz
Não consigo voltar atrás
Por tudo o que eu quis
Desesperado sigo em solidão

Vastas planícies de desespero
Eu sei que me arrancaste dali
As tuas penas foram os meus braços
Tu foste a luz que eu descobri
Tu és a luz que eu hei-de seguir

Por tudo o que eu fiz
Sei que não posso voltar atrás
Por tudo o que eu não quis
Mesmo a teu lado sigo em solidão

Em solidão (x7)

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct