O nordeste, sentado na esquina do mapa
Olividado de los Reyes del mundo en un siglo de luce
Se mira no Atlântico: Américas, Áfricas
Índios, pobres e jovens, tudo um negro blues

A dor do Nordeste, a cor do Nordeste
Deste e daqueloutro que homem não vê
Las venas abiertas de Latino-América:
Mil poetas, primatas que abraçam o E.T.

A anarquia de corpo, paixão dia a dia: sensualidade
E a folia do povo na democracia: feli(z)cidade
O prazer e o trabalho que a mulher pedia: liberdade
Toda a mocidade em radioatividade: louçania
Sob o sol das estrelas tudo é novidade: alquimia
Ah! meu Deus, se eu pudesse cantar de verdade, dançaria

Sensualidade
Louçania
Feli(z) cidade
Alquimia
Liberdade
Utopia

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct