Sempre me entrego aos corotes pensando em você
Falhando assim na premissa de te esquecer
Assisto algo na Netflix pro tempo passar
Crio até séries e filmes pra te impressionar

Armo uma inconfidência mineira
E aceito a sentença: Aguardo que a guilhotina desça
Quem sabe assim você sai da minha cabeça

Fumo um cigarro ou um maço
E meus passos me levam à sua porta
Dou meia volta e me volto à cidade
(Que porre)
Que pena!

Tudo que eu faço
Eu faço sempre
Por saudades da morena

Sempre me entrego às noites pensando em você
Falhando assim novamente em tentar te esquecer
Me candidato a prefeito e desvio verbas pra sua rua
Conquistou todo o espaço e batizo em teu nome alguma Lua

Armo uma inconfidência mineira
E aceito a sentença: Aguardo que a guilhotina desça
Quem sabe assim você sai da minha cabeça

Fumo um cigarro (ou um maço)
E meus passos me levam ao forró da praça
Percebo que a vida anda meio sem graça
(Que porre)
Que pena!

Tudo que eu faço
Eu faço sempre
Por saudades da morena

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct