Não quero estar aqui,
comer quando sentires fome.
Não quero estar aqui,
dormir quando sentires sono.
Não quero estar aqui,
beber quando sentires sede.
Não quero estar aqui,
querer o que queres.
Meu amor, meu amor.
Não quero estar aqui,
emprestar o meu sobrenome.
Não quero estar aqui,
obedecer o teu choro.
Não quero estar aqui,
planejar as nossas férias.
Não quero estar aqui,
como uma família.
Meu amor, meu amor.
Mas se um dia,
fora do contexto,
eu arrumar um pretexto
e te telefonar:
terei vindo do ontem,
desejando as coisas
que tens pra me dar.
Amor, abra tua porta
pra esse bosta
outra vez.

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct