Não conheço o itinerário.
O fim da linha desse ônibus.
Pela janela me convenço
e desconvenço das coisas.
Mas agora
que resolveste descer das nuvens,
romper com teus outros eus,
botar de novo os pés no chão,
já não andas
tão corajosa e decidida,
não compra tantas brigas,
não sorri como sorria.
Não chora comigo.
Ao menos agora.
Deixa pra amanhã de manhã.
Hoje eu não quero
pensar nas coisas boas
que nunca duram mais que nós.

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct