Eu sou da laia, da laia do lama
Da laia da lama, do lado de cá
Eu sou da laia, da laia do lama
Da laia da lama, do lado de cá
Mas tô muito afim dessa dama
Eu quero o nirvana, agora, já!

Depois que Deus fez a terra
Esculpiu no barro, os ossos de Adão
Retirou a parte mais bela
E fazendo a mulher inventou a paixão
Ao criar essa tal divisão
Fez o homem mover a engrenagem da história
Pra curar sua solidão e salvar sua Helena de Tróia

Mas se o homem é de barro
Cuidado com o andor, esse santo não pode quebrar
Já diria o provérbio de raro valor
Quem tem pressa vai devagar

Eu sou da laia, da laia do lama
Da laia da lama, do lado de cá
Eu sou da laia, da laia do lama
Da laia da lama, do lado de cá
Mas tô muito afim dessa dama
Eu quero o nirvana, agora, já!

Fui descer ao porão da matéria
Beliscar alimento pagão
Revolver a humana miséria
Religar minha religião
Com os pés enterrados na lama
Busquei claridade na escuridão
Fiz o meu coração em pedaços
Colei os meus cacos e me sinto são

Pois se o homem é de barro
Cuidado com o andor, esse santo não pode quebrar
Já diria o provérbio de raro valor
Quem tem pressa vai devagar

Depois que Deus fez a terra
Esculpiu no barro, os ossos de Adão
Retirou a parte mais bela
E fazendo a mulher inventou a paixão
Ao criar essa tal divisão
Fez o homem mover a engrenagem da história
Pra curar sua solidão e salvar sua Helena de Tróia

Mas se o homem é de barro
Cuidado com o andor, esse santo não pode quebrar
Já diria o provérbio de raro valor
Quem tem pressa vai devagar

Eu sou da laia, da laia do lama
Da laia da lama, do lado de cá
Eu sou da laia, da laia do lama
Da laia da lama, do lado de cá
Mas tô muito afim dessa dama
Eu quero o nirvana, agora, já!
Mas tô muito afim dessa dama
Eu quero o nirvana, agora, já!

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct