Photo of the artist Gangrena Gasosa

Matou a Galinha e Foi Ao Cinema

Gangrena Gasosa


Meu Tião Galinha não me dava atenção
Ele nunca me comia e só vivia com ela na mão
Toda noite eu estreava um vibrador novo
Enquanto ele esperava a desgraçada botar um ovo
Ele cismava qua ia chocar um Diabo no suvaco
Mas um dia eu cansei e mandei tudo pro caralho
Cerquei a miserável e levei ela pra cozinha
Peguei uma peixeira e matei a galinha

"Ieu e meu burriquinho iremos correr o mundo
Tá rindo de quê? Tá mangando de eu?

Quando o Tião chegou em casa, ele chorou ao ver a cena
Mas depois eu fiz uma canja e nós fomos ao cinemas

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct