Mais do Mesmo

Julio Caldas


Passo os dias sentado
Na soleira da porta
Escutando o barulho
Daquelas carroças

Passo os olhos em volta
Não vejo saída
Apenas encontros
Depois despedidas

O que posso dizer: Mais do mesmo

É o vento que sopra
E levanta poeira
Tremula os trapos
Da velha Bandeira

É o galope rasteiro
Do vaqueiro distante
É a espora da bota
E o som do berrante

O que posso dizer: Mais do mesmo

Pergunto ao moço
Se é sempre assim
Ele fica sem jeito
Nem olha pra mim

Mais um ano chegou
Construíram palanques
Garantiram de novo
Não será como antes

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct