Pedro acordou cedo no seu dia de folga
Um dia da semana que via o mundo la fora
De segunda a sabado as feiras do seu fardo
De manha ia pra batalha
No trânsito e no ônibus lotado
Que a noite lhe deixava em casa
Tédio da existência indiferença e nada
Mas nesse dia precisa provar que era homen
Algum feito de importância
Que lhe engrandecesse o nome

Não pensou em atravessar mares
Não pensou em esculpir obra de arte
Não pensou em se encontrar com deus
nem na guerra, nem no sexo, nem na morte

Só pensou em sair ali na zona norte
Nesse dia e entrar num shopping
Que lhe daria essa oportunidade
Grandiosa e najestoja honra

De exercer cidadania com seu poder de compra
Mas suas economias não eram suficientes
Para adquirir o veiculo dos sonhos
Que ele produzia diariamente...

Foi entao que pensou em fazer
Um cataclisma, uma revolução
Comprar um CD de rock alucinado
Escancarar e ouvir no máximo
Mandar todo mundo pra casa do caralho
Fazer cara de mau e assim ser respeitado!

Mas tamanha foi sua decepção
Que chegou até mesmo a ligar para o procon
Que atenciosamente registrou sua reclamação..

Procon, boa tarde.
- Que boa tarde o que moça, comprei o CD de uma banda nova aqui óh.. me falaram que era rock, isso aqui não é nada, isso é mentira.. um bando de palhaço!
Eu quero meu dinheiro de volta, porra!!
- Ok senhor, sua reclamação será registrada.

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct