Se saudade matasse senhora dona
vaqueiro haverá ter falecido (bis)
Olhos gotejando aos borbotões
que nem barranca do São Francisco
em tempo invernoso
Era de cortar coração senhora dona
era de torar a prima
na parte melhor da cantiga
Ai amiga ...

Amiga prisioneira daquele castelo
Eu amigo mal amanhado avistei (bis)

Galopando eu vim
Pinotei da sela feito um cururu têi têi
Dei garra do laço
E a torre do castelo lacei
Ai minha amada, era de fumaça era de loção
Era u'a rês mansinha, um bicho de criação
A torre era um carneiro enjeitado
Daqueles rebanhos que pastam no céu
A torre tremia, tinha tanto medo
que pediu perdão
coração piedoso de donzela
Perdoava antes do pedido

E se saudade matasse senhora dona
Vaqueiro haveria ter falecido (bis)

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct