Há dez mil anos atrás
A areia da praia
Já cá estava
Mas o instinto foi fatal

Dei contigo no metro
Estação Marquês de Pombal
Entre aquele mar de gente
Que fluía cabisbaixo

Tu imóvel, uma rocha
Com o mar a passar por baixo
Cara a cara, frente a frente
A imagem começa a girar

Os teus olhos, de repente
Parecem da cor do mar
Da cor do mar quando a tarde cai
Da cor do mar quando a noite vem
Daquela cor que só o mar tem
O mar e tu também

Eu pra ali atrapalhado
A lutar contra a corrente
Lá consegui ficar parado
A sorrir com todos os dentes

Há quanto tempo não te via
Ao tempo que te deixei para trás
Tu sorriste e respondeste
Há dez mil anos atrás!
Há dez mil anos atrás!
Há dez mil anos atrás!

E há dez mil anos atrás!
E há dez mil anos atrás!
E há dez mil anos atrás!

Eu sozinho
E tu também!
E há dez mil anos atrás!
Eu sozinho
E tu também!

E tu também!
E tu também!
E tu também!

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct