Bem pensado, todos temos nosso fado
E quem nasce malfadado, melhor fado não terá
Fado é sorte, e do berço até a morte
Ninguém foge, por mais forte
Ao destino que Deus dá!

No meu fado, amargurado, a sina minha
Bem clara se revelou
Pois, cantando, seja quem for adivinha
Na minha voz soluçando
Que eu finjo ser quem não sou

Bom seria, poder, um dia, trocar-se o fado
Por outro fado qualquer
Mas a gente já traz o fado marcado
E nenhum mais inclemente
Do que este de ser mulher!

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Silva Tavares. Isn't this right? Let us know.