A Saudade É Um Rio

Marco Aurélio Vasconcellos


Labareda mansa
Um adeus na tarde
Morre sem alarde
Quando a noite cai
Cristalizando
Contra a luz que some
Dor que tem o nome
De quem longe vai

Lá no rio os remos
Sulcam sobre a mágoa
Novos rumos n'água
Para o pescador
Longe na distância
Sofre com a espera
Quem adeus lhe dera
Trêmula de amor

O espinhel das horas
Entre os dois se estende
Dói no adeus que os prende
Fisga o coração
Quem espera sofre
Sofre quem partiu
A saudade é um rio
Flui na solidão

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: José Hilário Retamozzo / Marco Aurélio Vasconcellos. Isn't this right? Let us know.