Canção de Ninar Meu Mundo

Marco Aurélio Vasconcellos


Nessas tardes de invernia
Meu coração abre as asas
E voa de volta às casas
Atrás de tantas lembranças
Lá onde a minha infância
Ainda queima suas brasas

Lembro meu pai junto ao fogo
Mateando nas madrugadas
Lembro das sestas passado
Jogando bola de meia
Qual é o guri que sesteia
Se a vida ainda é tão clara?

Céu pedreiro, chuva e vento
Nos diziam os avós
Lembranças vivas na voz
Que aponta rumos e trilhos
A mesma que um dia os filhos
Por certo ouvirão de nós

Cruz de sal contra a tormenta
Contra os males, benzedura
Luz no campo em noite escura
Seguro que é boitatá
Menino não chora mais
Que a reza nos assegura

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Marco Aurélio Vasconcellos / Martim César Gonçalves. Isn't this right? Let us know.