Tó vivendo minha vida sei que intensamente
Lutando pela paz olhando para frente
Correndo pelo certo, proceder atitude vila
Trinta e poucos anos já não caio na armadilha
O sistema não me pega sobrevivo nessa relva
Leão da favela do concreto até a selva
Identidade descendência pura africana
Vida louca vida dura vida suburbana
Acredito que hoje pode ser melhor
Levanto ando desfaço esse nó

Chapa preta do principio do começo até o final
Vivendo as verdades andando no real
Suave na passada tem que ser assim
Procedência na verdade nunca tem fim
Correria na música nos cantos da cidade
Pedaços de um pais a realidade
Guerreiro samurai eterno aprendiz
Determinado na vitória no caminho mais feliz
Lindo dia a luz que vem da glória
Sorrisos vão mostra nossa trajetória

Vem comigo vem comigo nego
Vem comigo vem comigo nego negro
Vem comigo vem comigo nego W negro entre nos já chegou negro
Eu faço essa parada pros meus manos
E não importa o que se diz nem o que estão
Falando e hoje liberdade é viver
Ver minha filha crescer sentir a brisa de skate no role então
Respira pensa e assimila
Quer saber que tava la pergunta pro divilas mulecada ta
Crescendo e aprendendo com vocês
Toda essa malandragem toda essa estupides
Você faz mal pros outros e não quer ver com o seus
É disso o que eu falo meu parceiro intendeu

Corri do sul pro do rj de sp larguei pro norte
De mão em mão vendi cd e fiz meu corre
Empurrando carretel fazendo gol tipo Didico
Eu não sei se vou pro céu mais a rima não repito
Tenho mais de mil planos vencer com meus manos
Outro ano chegando e a gente de pé
Tenho mais de mil letras ileso em várias tretas
Riscando minha caneta seguindo na fé tô de role de lupa e de boné
Eu o tio adi e o Pepe mais nunca de migue tirei um tempo
Mas voltei escape tipo Pitininho
Zona oeste é o terror bola outro fininho

Vem comigo vem comigo nego
Vem comigo vem comigo nego negro
Vem comigo vem comigo nego W negro entre nos já chegou negro

Vem comigo nego ta feito o convite
Só verdadeiro quem não for revi-te
Satisfação W meu mano JL, música boa a flor da pele
O rap fez eu ser quem eu só, disciplinado na conduta se ligou
Mili dias milianos nessa fita se quer me ver parar, eu dou a letra nem cogita
Eu vou que vou, com pé no acelerador, tanque tá cheio revisado motor
Nos olhos dos moleques que eu vejo a esperança
Eu também vou por um sorriso de criança

O MC que tem história para contar
Eu sou de vilas nego em qualquer lugar
Pra quem pensa que eu caí de paraquedas
Sou filho de mãe preta pobre duro a queda
Resiliência esta no DNA, pode crê de acreditar
Projeto social o hip hop é união
Um salve para a geral sem restrição sem moderação
Ele Sabota, Macon X, Mandela ele é um mano no fundo de uma cela
É superação nova oportunidade, o hip hop é de verdade
Valeu rapaziada aquele salve moro vem comigo nego

Vem comigo vem comigo nego
Vem comigo vem comigo nego negro
Vem comigo vem comigo nego W negro entre nos já chegou negro

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Chiquinho de vilas / JL / W Negro. Isn't this right? Let us know.