Sentada no parque de capa dourada
Ela não é de ninguém, ela fala com desdem
Das crianças, das laranjeiras e dos casais
E dança no parque e pede passagem
Em seu vestido de cortina, ela pensa que é bailarina
E debocham dessa princesa, ps moleques nos portais

Já não há palavra pra contar
Nem uma cantiga pra acordar
Quem de um sonho bom vai despertar
Para um outro sonho se perder e se encontrar

Numa palavra pra cantar
Que sem uma cantiga pra lembrar
Ela pode até não entender
Que é dona de tudo que vê no meu sonhar

E dança no parque e pede passagem
Em seu vestido de cortina, ela pensa que é bailarina
E não sabe que é dona de tudo que vê
No meu olhar

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct