Photo of the artist Delia Fischer

Flor da Noite (part. Ana Carolina)

Delia Fischer


A noite encobre o crime, abafa os gritos
Que dissipam ingenuidades
A noite é o disfarce das idades
Que declara a santidade quem de dia é nulidade
Que inverte o céu, lamparina da cidade
Que faz da puta bailarina
De um beco, um palco
Que leva as mãos ao alto
Que elavam as mãos ao alto

À noite um sorriso é um aviso
Que de noite um gemido não é dor
É o juízo de uma flor
Que de dia, maltratada, mal falada, mal amada
À noite é bolinada pela vela de um amor
Na lapela de um cantor cafona
Estirando na sombra da rua da noite nua
Estirando na sombra da rua da noite nua

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct