Ultimamente, baby!
Tenho pensado várias coisas
Tudo ao mesmo tempo aqui
Minha cabeça já não
Agüenta mais

Preciso me submeter a você
Pois sei que será toda minha
Te deixarei sem fôlego
E por que não, virar um
Objeto teu?

Problemas são problemas,
Nada como sentarmos
Numa mesa de amigos
Encher a cara,
Até ir ao chão.

Pela manhã
Me olho no espelho
Vejo o que sobrou de mim
De sexta a sexta-feira
Jogo a poeira no ventilador

Já passam da cinco
Da manhã e seu corpo
Continua quente
Eu já não sou
Mais o mesmo
E sei que vou morrer
Aos teus pés.

Problemas são problemas
Nada como sentarmos
Numa mesa de amigos
Encher a cara,
Até cair ao chão.

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct