Mostre-me tuas veias abertas
E se entregue por completa
Daqui de onde estou miro prédios distantes
Que me lembram punhais
Gloriosos punhais
Impiedosamente cravados em teu peito

Não consigo mais ver tua face, cidade
Mesmo estando você esta noite maquiada pra mim
Mas só consigo enxergar a beleza de tudo, de tudo
Com os teus olhos de vidro
Pois assim me ensinou
Com punhais

Repete música

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Little Cezar / Paulo De Tarso. Isn't this right? Let us know.